0 / 0

Igreja: Papa deseja que todos os Cristãos celebrem a Páscoa no mesmo dia

“Estamos disponíveis para aceitar qualquer proposta, mas devemos fazê-lo todos juntos”, afirmou Francisco

O Papa Francisco expressou hoje o desejo de celebrar a Páscoa em conjunto com a Igreja Assíria do Oriente. No encontro que manteve com Mar Awa III, prelado assírio-americano e 122º Catholicos-Patriarca da Igreja Assíria do Oriente, Francisco afirmou estar disponível “para aceitar qualquer proposta”, desde que a celebração aconteça em conjunto.

“O ano de 2025 é uma data importante: comemoramos o aniversário do primeiro Concílio, mas também é uma data importante porque nesse ano celebraremos a Páscoa no mesmo dia e na mesma data”, recordou.

Para Francisco a “jornada da sinodalidade empreendida pela Igreja Católica é e deve ser ecuménica, tal como a jornada ecuménica é sinodal”.

“É minha esperança que possamos prosseguir, cada vez mais fraterna e concretamente, os nossos próprios sínodos, a nossa «viagem comum», encontrando-nos, mostrando preocupação uns pelos outros, partilhando as nossas esperanças e lutas e sobretudo, como fizemos esta manhã, a nossa oração e louvor ao Senhor”, desenvolveu.

Durante o encontro o Papa Francisco recordou o “testemunho diário” que o “clero os fiéis” das duas Igrejas dão “em condições difíceis” e enalteceu o facto de “viverem em comunhão quase completa”.

“é um sinal dos tempos, um poderoso incentivo para rezarmos e trabalharmos diligentemente na preparação do tão esperado dia em que poderemos celebrar juntos a Eucaristia, o santo Qurbana, no mesmo altar, como a realização da unidade das nossas Igrejas, uma unidade que não é nem absorção nem fusão, mas comunhão fraterna na verdade e no amor”, desejou.

Imagem: Vatican MEDIA

Educris|19.11.2022



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades